CeBIT 2012 na Alemanha

Nesse mês irei falar da minha experiência na maior feira de tecnologia da informação do mundo que foi realizada no período de 06 a 10 de março em Hannover na Alemanha. A feira contava com 15 (quinze) pavilhões divididos em 4 (quatro) grandes áreas de negócios, sendo elas: Soluções para Operação de Negócios, Soluções para o Setor Público, Novas Tecnologias para Inovações e Soluções para a Era Digital e Estilo de Vida. Para termos uma ideia de tamanho da feira, para passear em todos os estandes dos diversos pavilhões, teríamos que percorrer em torno de 35 km. Como devem ter notado, essa feira passou diversas vezes na televisão visto que o Brasil era o país parceiro neste ano, assim, tivemos a presença da nossa presidente Dilma Rousseff, Tarso Genro, entre outras grandes referências do meio. Inovação tecnológica é algo que faz parte da nossa história e estará presente no nosso futuro, então, após percorrer os estandes pude notar que realidade virtual e inteligência artificial são assuntos que cada dia farão mais parte do nosso cotidiano. Instrumentos como um robô ensinando uma criança a falar inglês e uma touca de natação que interpreta seus pensamentos e realiza ações no computador são exemplos de paradigmas quebrados da inovação tecnológica. Na seção de soluções para o setor público, posso dizer que aprendi muito, a gestão voltada a serviços utilizando todos os meios de comunicação entre a comunidade e o ente público, me mostrou o quanto ainda devemos crescer como profissionais da área para dirigir um município, estado ou país. Integrar áreas e disponibilizar acesso móvel as informações para os contribuintes é algo essencial nos planos de governo, além, claro, da qualificação do funcionalismo público que se utilizando de dispositivos podem gerar uma eficiência e qualidade na prestação de serviços a comunidade.

Coluna para o Jornal Cidadania de Antônio Prado - Edição Março de 2012.